Primeiro-ministro italiano trata com Tusk o fluxo migratório para a Europa

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, disse que é impensável que seu país aceite o movimento secundário do fluxo migratório de outros países europeus.

Primeiro-ministro italiano trata com Tusk o fluxo migratório para a Europa

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, afirmou que é impensável que seu país aceite o "movimento secundário do fluxo migratório" de outros países europeus.

Conte se reuniu com o presidente do Conselho da Europa, Donald Tusk, em um jantar de trabalho no Palácio do Gabinete do Primeiro Ministro na capital Roma.

Segundo as notícias da agência italiana ANSA baseadas em fontes do governo, Conte expressou na conversa de cerca de duas horas que é impensável que seu país aceite o movimento secundário de fluxo migratório de outros países europeus.

Ressaltou que a Itália é o país com o maior fluxo migratório. "É impensável que a Itália aceite imigrantes que se transladaram para um segundo país", expressou.

"Tivemos uma reunião muito proveitosa com o presidente do Conselho da Europa, Tusk. Lhe transmiti que na mini cúpula a ser realizada antes da cúpula da UE em Bruxelas, não vou falar sobre o movimento secundário do fluxo migratório antes que a crise do movimento primário contra o qual a Itália se esforça sozinha seja resolvida", disse Conte. na sua conta do Twitter.

Nos termos da Convenção de Dublim, os refugiados têm de apresentar o seu pedido de asilo ao primeiro país da UE a que acedam.



Notícias relacionadas