A Administração Regional Curda do Iraque dá um passo atrás após o referendo em 25 de setembro

A Administração Regional Curda do Iraque, que foi paralisada pelas providências tomadas por Bagdá, deu a mensagem "estamos abertos ao diálogo".

A Administração Regional Curda do Iraque dá um passo atrás após o referendo em 25 de setembro

A Administração Regional Curda do Iraque recuou após o referendo de independência ilegal em 25 de setembro e anunciou que quer negociar com Bagdá.

A Administração Regional reuniu-se sob a presidência de Masud Barzani.

A Administração Regional Curda do Iraque, que permaneceu paralisada após os passos de Bagdá, deu a mensagem "estamos abertos ao diálogo" após a reunião.

"Queremos conversar com o governo de Bagdá sobre aeroportos, cruzamentos de fronteira e bancos", afirmou.

Por sua vez, Bagdá deu a mensagem de operação militar se os aeroportos e as fronteiras não fossem entregues.

Vale ressaltar que Erbil, que disse anteriormente "fazemos a guerra, se necessário", pediu o diálogo após acusações de que Bagdá, com seu exército de 50.000 soldados, que avançava para o norte.

Bagdá anunciou recentemente que implementaria uma rota alternativa para desativar o gasoduto, o mais importante meio de vida de Erbil.



Notícias relacionadas